Viagem: Província de Aichi declara estado de emergência devido ao COVID-19, Nagoya é afetada - Confira o que muda


O novo estado de emergência foi declarado na província de Aichi no momento em que esse post é escrito. A maioria dos infectados nessa "segunda onda" está na faixa dos 20 a 30 anos de idade. Confira a seguir o que muda devido ao anúncio que afeta principalmente a região de Nagoya, onde encontra-se a maior parte dos casos.

O novo “estado de emergência” não é tão restritivo quanto o primeiro; esse novo estado de emergência é mais direcionado aos bares, karaokês e restaurantes da categoria que tem “acompanhantes,” e estão espalhados pelos grandes centros da cidade. A esses locais, foram dados duas opções:

Opção 1: continuam funcionando normalmente, mas devem fechar às 20h00.

Opção 2: se optarem por fechar integralmente, a loja receberá ajuda do governo no valor de 10 mil ienes por dia (50% pago pelo estado, 50% pago pela cidade).

Como o tempo total desse novo estado de emergência será de 20 dias, receberão no máximo 200 mil ienes. Os restaurantes convencionais continuam atendimento normal, como nas semanas anteriores (mantendo distanciamento, cuidados com higiene, etc...). Já com relação ao transporte público, também será reduzido (exceto ônibus, trens, metrôs, etc.).

Em linhas gerais, recomenda-se evitar fazer aglomeração acima de 10, 20, 30 pessoas… No mais, continua tudo como ante. A vida segue normal! Máscaras ainda são imprescindíveis e seu uso deve continuar, tomando cuidado com a hipertermia do verão e higienização das mãos e embalagens.

Para outras dúvidas, entre em contato com o Centro Internacional de Consultas de Nagoya - Nagoya International Center Information Service Counter pelos números 052-581-0100 ou 050-308-57656, que funciona de segunda a sexta-feira das 08 as 17 horas e solicite para falar com algum atendente em Português (ポルトゥガル Porutougaru).

Endereço: 1 Chome-47-1 Nagono, Nakamura Ward, Nagoya, Aichi 450-0001.

Leandro Silvério.

FOTO: DIVULGAÇÃO.


Quer saber mais?!
Me acompanhe nas redes sociais:

COPYRIGHT © LEANDRO SILVÉRIO

Nenhum comentário:

Copyright © 2017 Leandro Silvério. Tecnologia do Blogger.