Poesia autoral: Meu sol

Chegou iluminando, e sem avisar.
Veio de longe, talvez já brilhasse em outro lugar.
Incessante e reluzente.
Parou seu movimento crescente, para fazer-me clarear.

Distância imensurável, que por mim fora finalmente medida.
Não parecia ser tão longe assim, estava logo ali e conseguia eu senti-la.
Fora de repente o momento da partida, esvaindo-se em movimento retilinio.
Decidira por brilhar em outro lugar, e conhecer novos caminhos.

Do todo, não me sobrara nada senão a escuridão.
Quisera eu ao menos saber dizer com clareza seu nome.
E soletrando-o, talvez fizesse brilhar novamente meu dia.
Impermanente foste tu, ó luz da minha vida.
Que mesmo indo embora, reascendeu-me para a vida.

Leandro Silvério.



Quer saber mais?!
Me acompanhe nas redes sociais:

COPYRIGHT © LEANDRO SILVÉRIO

Nenhum comentário:

Copyright © 2017 Leandro Silvério. Tecnologia do Blogger.