Poesia autoral: Migalhas

  

É certo que não fora nada programado.
Ainda assim, distraído estava eu no palco da vida.
Fora pois, que entre uma peça e outra,
Encontrei-me em todos os caminhos que levavam a ti.
E fazendo-me valer das migalhas de um coração partido;
Registrei cada passada nesse caminhar.
Para que por ventura, na viagem de volta,
Pudesse eu queimar todas as pontes que levavam a ti.
E destruindo enfim esses caminhos.
Não saberia mais nem por ti ou por mim,
Como regressar.

Leandro Silvério.



Quer saber mais?!
Me acompanhe nas redes sociais:

COPYRIGHT © LEANDRO SILVÉRIO

Nenhum comentário:

Copyright © 2017 Leandro Silvério. Tecnologia do Blogger.