Poesia autoral: Acostumar-me-ei

Acostumei-me.
Já não tenho hora para dormir.
Cozinho aos domingos.
E recomeço toda segunda.

Acostumei-me.
Já não dou mais explicações.
Já não mais faço cena ou tenho dilemas.
Reencontro-me toda quarta-feira.

Acostumei-me.
Finalmente é sábado.
Hoje vou jantar quando der meia-noite.

Acostumei-me.
A tanta inquietude,
Os dias parecem iguais.

Leandro Silvério.



Quer saber mais?!
Me acompanhe nas redes sociais:

COPYRIGHT © LEANDRO SILVÉRIO

Nenhum comentário:

Copyright © 2017 Leandro Silvério. Tecnologia do Blogger.