Viagem: Missa em português na cidade de Nagoya no Japão - Comunidade católica brasileira no Japão (Chikaramachi)


Apesar do Japão não ser um país predominantemente cristão, haja visto que a população divide-se entre os praticantes do Budismo e Xintoísmo ainda assim a comunidade cristã brasileira que faz morada no país tem a liberdade para exercer sua pratica religiosa nas inúmeras igrejas que espalham-se ao longo de toda ilha. As origens do cristianismo no Japão remontam ao século XVI. O País do Sol Nascente ocupa uma superfície de 377.829 km², onde estão distribuídos 126 milhões 786 mil habitantes. Os católicos são 536 mil, o que corresponde a apenas 0,42% de toda população.

A prefeitura de Aichi (愛知県, あいちけん,) também conhecida como Aichi-ken é uma prefeitura do Japão localizada na região de Chubu e possui uma grande representação cristã no Japão, localizada em grande medida na sua capital, a cidade de Nagoya. Na cidade de Nagoya existe a Igreja de Chikaramachi, que é bastante procurada pelos fieis para participarem das missas e trás consigo uma expressiva comunidade de Brasileiros e Portugueses que moram na região e frequentam as missas na igreja. Vale ressaltar que independente de estar no Japão, tanto o calendário religioso quanto o evangelho e toda sequência da cerimônia - incluindo a comunhão - seguem de maneira equivalente ao ao que é praticado no Brasil, por exemplo. Isso por conta da celebração religiosa dentro do cristianismo/catolicismo ter como premissa a singularidade entre as nações, desta forma independente da posição geográfica em que o fiel se encontra, a palavra será sempre uma só em todo mundo.

A igreja de Chikaramachi foi fundada em 1888 pelo missionário católico francês pe. Augustin Tulpin e o médico japonês Shusai Inoue, tornando-a a igreja mais antiga de Aichi e também uma das mais antigas de todo Japão.

A capela atual foi construída no ano de 1904 em uma fusão da arquitetura ocidental e japonesa, e passou por várias extensões e reformas desde então tendo uma arquitetura bastante aconchegante e harmoniosa, lembrando inclusive uma casa predominantemente ocidental no coração do oriente. Ao lado da igreja existe uma casa de oração que tem como finalidade acolher os fiéis para conversas com os Padres e também é o local onde são ministradas as aulas de catequese tanto para as crianças quanto para os adultos.

Chama atenção também o belíssimo jardim que adorna o exterior da igreja, jardim este onde são realizados os eventos da comunidade ao longo do ano, como festas de primeira comunhão, batismo, festas junina e a clássica venda de bolos e pastéis preparados pelos próprios fiéis.

O presbitério foi construído em 1930 e é construído em uma fusão da arquitetura ocidental e japonesa. A capela foi construída em 1904; e ainda está em uso após várias reformas ao longo dos anos. Como parte do Caminho Cultural de Nagoya, é um importante edifício histórico da cidade e certamente vale a visita.

Vale ressaltar que no Japão como um todo, ao longo da história houve grande persseguição ao Cristianismo e Catolicismo no país, ceifando muitas vidas de pessoas que morreram como mártires por conta do governo xogum entender o cristianismo como uma ameaça, começando então a perseguir os cristãos na época. A religião católica foi banida e os que recusassem renegá-la foram executados. Dessa forma, tanto em Nagoya como em diversas outras regiões do Japão existem muitos mártires cristãos que morreram no Japão devido à sua fé, sendo alguns deles inclusive beatificados e reconhecidos pela Igreja. No total contabilizam-se 205 mártires entre 1597 e 1637; 16 deles entre 1633 e 1637 e dois padres agostinianos em 1632 (Martín Lumbreras Peralta e Melchor Sánchez Pérez, beatificados em 23 de abril de 1989). Em 24 de novembro de 2008 foram beatificados Pedro Kibe Kasui e outros 108 mártires correspondentes ao período entre 1603-1639.

Curiosidade sobre a igreja: a igreja de Chikaramachi é a igreja mais antiga de Nagoya e no canto do jardim, ao lado da capela existe uma imagem de Maria de Lourdes (ver foto a seguir). Segundo a história, esta imagem está reproduzindo a aparência da época em que a Virgem Maria apareceu em Lourdes, na França no ano de 1858 (Fevereiro de 1858). A igreja de Chikaramachi é a segunda maior igreja de Maria de Lourdes de todo Japão, as outras estão em: Shizuoka, Tokyo e Nagasaki. A imagem gruta onde encontra-se a imagem possui pedras extraidas diretamente da lava do Monte Fuji e doi construída no ano de 1909 sendo então uma das mais antigas igrejas do país.

Até o ano de 2021 quando o Blog teve a oportunidade de visitar a igreja, o padre responsável pela comunidade era o padre Domingos, um padre de origem Portuguesa com bastante conhecimento sobre os ensinamentos da bíblia e uma provada vocação para o trabalho social. Junto a ele o Blog também acompanhou a ordenação do padre Dinho, natural do Japão porém de família brasileira e para tanto, comunica-se fluentemente em Português e Japonês.



Outra opção para acompanhar missas em português no Japão é a igreja católica de Toyota, que fica na cidade de Toyota também em Aichi-ken.

Caso você esteja em Nagoya e queira conhecer e/ou participar da comunidade católica brasileira na cidade, não deixe de conhecer a igreja. Para informações atualizadas sobre agenda das missas, calendário litúrgico e avisos curta e compartilhe a página no Facebook da igreja de Chikaramachi chamada "Comunidade Católica Brasileira de Nagoya," cujo link de acesso está disponível a seguir.

Clique aqui para conhecer a página do Facebook.


Endereço: 3-33 Chikaramachi, Higashi Ward, Nagoya, Aichi 461-0018. Telefone: 052-931-1381.

Leandro Silvério.

FOTO: LEANDRO SILVÉRIO


Quer saber mais?!
Me acompanhe nas redes sociais:

Nenhum comentário:

Copyright © 2017 Leandro Silvério. Tecnologia do Blogger.